As páginas do Café Sorelle – Rio 450 – Boca no Mundo
Home » Vida » Livro » As páginas do Café Sorelle – Rio 450
23 de março de 2015

As páginas do Café Sorelle – Rio 450

O ponto de doçura da criança é exato, suave da gente chegar ao final querendo outra mordida — algo raro a respeito de brownies em geral, sob o ponto de vista da minha língua. Na superfície há uma casquinha crocante e bem fina, e o interior é macio e amanteigado.

Sempre que estou nas cercanias, uma força oculta me leva ao Café Sorelle, no Humaitá, nem que seja apenas para o brownie, um achado. Se bem que o cookie de chocolate com amêndoas também leva à perdição.

Este doce preâmbulo, onde caberia também citar as tapiocas, sanduíches, omeletes e sopas, e o imperdível chá gelado de maçã, é para dizer que minha estante recebeu de braços abertos o livro Sorelle — Da Semente ao Fruto (Ed. Rio de Letras, 170 pgs., R$ 68), com textos da jornalista Inês Garçoni e fotos de Sérgio Pagano.

Clique e confira aqui a receita do brownie do Café Sorelle.

Conheça 10 sobremesas com chocolate de enlouquecer.

Veja as novidades da Amma para a Páscoa, tem até ovo 100% cacau.

São páginas que vão muito além do café e seus quitutes. E não apenas pelas fotografias das casas na serra, pontos de reuniões históricas da família, e das telas onde Elsia Almeida, a avó inspiradora, aparece retratada pela pintora impressionista Georgina de Albuquerque (1885-1962). Mas pela quantidade de receitas garimpadas nos baús do clã.

Muitas delas vieram de manuscritos preservados, algumas pintando volta e meia nas mesinhas de pastilhas em mosaico do Sorelle, onde há sempre pratos do dia no quadro negro.

O Café com jeito de bistrô foi inaugurado em 2004 pelas irmãs Elsia, Paula e Ana, netas de Elsia, de quem herdaram a paixão pela culinária.

Nas páginas, há um banquete completo de quitutes, entradas, principais e sobremesas, repertório de encher a mesa para ocasiões de festa e bons fins de semana.

Sem as teorias e bobagens dietéticas que andam na moda, são quase 80 receitas preocupadas com o sabor.

Mel e Alecrim

A fórmula do brownie está lá, no meio da vasta coleção de bolos e biscoitos, mousses, pudins e geleias. Tem pétalas de rosa glaceadas, gengibre cristalizado, açúcar de lavanda, vinagre de jabuticaba e especiarias…

Que tal aproveitar aquelas cabeças de alho assadas com mel e alecrim, para amassá-las depois com manteiga e mais ervas, e espalhar sob a pele do frango que vai assar?

Ou começar o dia com os ovos assados na canequinha, ao béchamel e com o toque supimpa de gotinhas de ketchup? Adoro isso.

Também tem paleta de cordeiro, torta de cebola, cassoulet de pato, língua com passas, e cremes como o de milho com crispie de Parma.

O café ‘espresso’ ganha um capítulo só dele, para falar do pioneirismo no serviço de qualidade, e o blend próprio da casa. Traz receitinhas de moka, café latte gelado e um chocolate quente (com creme de leite e gema de ovo) que não me escapa nesse inverno.

Aliás, que espera pelo inverno, hein? Vou aguardar cozinhando.




Nossa Casa

 

Se você não faz fotossíntese, veio ao lugar certo.

 

Boca no Mundo é o blog do jornalista Pedro Landim.

 

Um lugar para quem adora comer, beber, cozinhar, e falar de comida.

 

Sejam muito bem-vindos.